por panos de pratos mais bonitinhos na nossa cozinha!

Sabe aqueles panos de prato sem graça, ou cheio de informações que a gente acaba comprando sem ter muitas opções legais? Pois bem, agora a gente tem escolha sim e dá pra deixar com a carinha que a gente quiser 🙂

Hoje vim aqui mostrar três materiais que vocês encontram na Micapullo e que permitem criar panos bem bonitinhos de uma maneira muito, mas muito simples! E calma, se você não tem interesse em customizar seus panos de prato, continua aqui que eu acho que você vai adorar conhecer os materiais que a gente vai usar, afinal dá pra fazer tantas outras coisas com eles, que eu tenho vontade de fazer mais posts a respeito. Olha só:

Pano de Prato 100% algodão: Sim, na Micapullo tem pano de prato liso bem reforçado pra você customizar da maneira que quiser ou apenas deixar liso mesmo.

Tintas para Tecido Acrilex: Essa tinta é específica para tecidos, e pode ficar tranquil@ que quando você lavar não vai sair não. Existem tantas cores maravilhosas nesse armarinho! As escolhidas para os meus paninhos foram a rosa chá e a verde bebê. Com elas vocês podem fazer um milhão de coisas em diferentes tecidos e trabalhos.

Caneta de Tinta Apagável Pillot: Gente, essa caneta é muito mágica!  Vou contar pra vocês como funciona: escreva ou marque da maneira que quiser no tecido e depois é só passar um ferro quente em cima. Pronto! A tinta é apagada com o calor, ou seja, pode escrever, reescrever e errar quantas vezes for necessário. Ela sem dúvidas vai poder te ajudar de maneira muito prática em diversos trabalhos. Se você borda então, tenho certeza que você vai amar tê-la por aí pra facilitar a vida. Ela tem disponível em três cores: Preto, Rosa e Vermelho.

Agora, para customizar os nossos panos com 2 modelos você vai precisar de:

– Panos de prato liso;

– Tintas para tecido;

– Caneta de tinta apagável;

– Um lápis com borrachinha em cima;

– Uma rolha de vinho;

– Estilete;

– Pincel. 

 

Vamos aos passos: 

1 – Com a sua caneta de tinta apagável, marque os lugares onde você deseja que fiquem as bolinhas:

2 – Passe a tinta na borrachinha do lápis e carimbe num dos pontos que marcou. Para cada carimbada é necessário pintar a borrachinha novamente. E para fazer com outra cor é só repetir o processo 🙂

3 – Agora para fazer o segundo modelo, desenhe um triangulo na rolha e corte as bordas com o estilete: 

4 – Repita todo o processo que foi feito no primeiro pano e carimbe os triângulos nos lugares que marcou:

5 – Agora espere a tinta secar, e aí é só passar o ferro pra tirar as marcas de caneta e ver a mágica acontecer: 

Pronto! Agora é só usar com gosto os seus novos paninhos 😀

Aproveita pra passar na loja e conhecer outros produtos! Se você fizer esse diy marca a gente com a hashtag  #fizmicapullo <3

Estamos no Índice Feminino!

“O Micapullo é um armarinho lindo, que dá vontade de comprar tudo e sentar lá no jardim e começar a fazer”

Não foi a gente que disse, foi a Mari Medeiros do blog Índice Feminino! Estamos lá ao lado da Casa Tangente e THM by Dani, numa lista de pontos de encontro aqui em Curitiba para se fazer uma bela bagunça, daquelas que aquecem a vida e acalmam a mente, ou seja, para fazer artesanato! Dá uma olhada na publicação e depois corre na nossa agenda ver as próximas turmas 😉

Coração bordado, pelo Clube aqui no casulo!

Ô gente, olha que deli foi nossa oficina com o clube do bordado e apoio lindo da Pingouin Fios!

A utilização da lã paratapet, 100% natural e própria para tapeçaria fez toda a diferença pro coração na talagarça ficar quentinho ♥ que era a intenção do Clube do bordado. Com risco exclusivo de aula, muita didática e cores, os corações foram surgindo nas telas, cada um com uma textura e personalidade.

Vídeo: Liane Oshima
Fotos: Ana Wasen
Álbum completo aqui. Saiba mais sobre o clube aqui

Sentiu o clima e quer bordar na talagarça também? Não deixe de preencher o formulário abaixo, assim podemos avisá-lo quando tivermos nova data! 

Você tem interesse em fazer esse curso? Cadastre seu nome e e-mail e caso uma turma seja aberta nós avisaremos por lá ;)


Você conhece o Needle Painting ou Ponto Caos?

Se você não resiste em regularmente dar aquela bisbilhotada nas hashtags #bordadolivre e #embroidery, já deve ter visto uma técnica de bordado super preenchida que parece 3d! E aí ficou horas pensando em como aqueles pontos eram feitos, tentando entender por onde passou a linha e qual a ordem das coisas. Muito provavelmente você encontrou uma pintura feita com fios, e se você não conhece ainda, a gente mostra alguns trabalhos de quem é referência na técnica:

Coleção “Woodland Animals” da artista Emiliie Ferris.

Bem, mas aqui na terrinha, temos outra artista muito talentosa que arrasa no needle painting: a querida Ana Wasen, que trabalha aqui com a gente ❤ Muitos de nossos clientes não sabem, mas ela tem trabalhos bordados lindos e foi assim que ela ganhou nosso coração, quando nos trouxe esse aqui de presente:

Trabalho de Ana Wasen com a técnica de Needle Painting.

Apesar de chamarmos de bordado, a Ana diz que não sabe bordar, e explica que o “needle painting” acontece, literalmente, como uma pintura. É necessário combinar as cores para simular textura, criar volumes, estudar luz e sombra. Mas e os pontos do bordado? Bem, nesse caso eles ficam meio de lado, ou seja, é um bordado libertário! E o avesso perfeito? – pergunta básica de toda oficina de bordado. Não, não falaremos sobre isso, porque não tem lugar aqui. Em nossa pesquisa sobre o assunto encontramos o termo “ponto caos” usado diversas vezes pelas queridas do Clube do Bordado quando se referiam ao needle painting, mas nós, aqui no armarinho, chamamos de bordado libertário mesmo.

Mesclagem de pontos nos trabalhos de: Emillie Ferris e Lisa Smirnova.

Ainda segundo a Ana, nessa técnica quanto mais fina a linha usada, maior a quantidade de detalhes no desenho, possibilitando um resultado minucioso. As linhas mais grossas são usadas para simular diversas texturas, como as pinceladas de uma pintura, por exemplo. Existem dois meios de preencher o tecido e obter o resultado de needle-painting: preenchendo por áreas de cores ou mesclando os pontos. Este último é utilizado para ilustrações mais realistas.

Preenchimento de área nos trabalhos da Ana Wasen.

E com todas essas informações, o que nós queremos mesmo saber é se você não ficou com os dedinhos coçando de vontade de desenhar e pintar com a agulha!? Então vem, porque dia 08 de julho – sábado, a Ana vai contar todos os segredos da técnica, na oficina de Needle Painting e você já pode se inscrever aqui!

Gatinho, empolgado com a técnica tentando um auto-retrato!